+55 11 97174 6948
contato@rodrigoalmeida.net

Relatório “Big Data, Bigger Opportunities” da Oracle: Smart grids aumentam 180 vezes a coleta de dados das empresas de serviços públicos

Empresas de serviços públicos identificam oportunidades para aproveitar o big data com o objetivo de melhorar as operações comerciais

 

Notícias

o    as percepções sobre o impacto do “big data” nos negócios;

o    o quanto as empresas estão preparadas para lidar com o crescimento dos dados;

o    os planos para extrair o valor comercial ideal desses dados a fim de melhorar a definição do público-alvo e o atendimento aos clientes.

  • As implementações de smart grids têm aumentado exponencialmente o volume de dados. As empresas de serviços públicos que participaram da pesquisa tiveram um aumento de 180 vezes na coleta de dados de medição[1], além do acesso a novos tipos de informações.
  • O relatório “Big Data, Bigger Opportunities” é o primeiro da série “Utility Transformations” da Oracle, que fará uma análise de como as empresas do setor de serviços públicos usam as informações geradas pelas implementações de smart grids e impulsionam a eficiência organizacional, oferecem serviços mais confiáveis e fortalecem os relacionamentos com os clientes.

Principais descobertas da pesquisa

  • As empresas de serviços públicos que utilizam programas de medição inteligente estão relativamente preparadas para administrar o enorme fluxo de dados, determinando a si mesmas uma pontuação de 6,7 em uma escala de 1 a 10.
  • Mas 45% dos entrevistados ainda encontram dificuldades em compartilhar informações aos gerentes comerciais com a rapidez necessária e 50% deles afirmam que perderam oportunidades de oferecer informações úteis aos clientes.
  • Os medidores inteligentes fornecem um volume de informações cruciais aos negócios, como dados sobre falta de energia (78%), tensão (73%), adulterações (63%) e diagnósticos (56%), que podem ajudar a melhorar as operações e a satisfação dos clientes.
  • O setor de serviços públicos precisa aprimorar sua capacidade de traduzir as informações em inteligência prática e aproveitar os dados para a tomada de decisões estratégicas. Está é uma das três prioridades, segundo 66% dos entrevistados.
  • Sistemas de gestão de dados de medição (MDM, na sigla em inglês) podem ajudar neste processo. Esta é a opinião de 70% dos participantes da pesquisa que já têm um sistema MDM em operação e estão prontos para administrar a entrada de dados, ao contrário de 51% dos participantes que não possuem esse tipo de sistema.
  • Nos próximos cinco anos, as organizações de serviços públicos planejam otimizar os dados das smart grids para aprimorar o atendimento por meio de esforços, como programas de reação à demanda, previsão de demandas, conformidade normativa e minimização de cortes no abastecimento.

 

Depoimento de apoio

 “As implementações de smart grids estão criando um aumento exponencial no volume de dados das empresas de serviços públicos, ao mesmo tempo que oferecem acesso às informações como nunca existiu antes. O relatório ‘Big Data, Bigger Opportunities’ da Oracle indica que uma ampla maioria dos executivos do setor públicos têm se empenhado para aprimorar sua capacidade de compilar inteligência com base nos dados das smart grids – em última análise. Com isso, criam novas oportunidades para aumentar a confiabilidade dos serviços e fornecer informações úteis aos clientes. O setor de serviços públicos pode beneficiar-se definindo estratégias empresariais com base na informação e investindo nos sistemas e profissionais necessários para tomar as decisões empresariais mais acertadas”, disse Rodger Smith, vice-presidente sênior e diretor geral da Oracle Utilities.

 

[1] Relatório da pesquisa “Big Data, Bigger Opportunities: Plans and Preparedness for the Data Deluge” (p.6)  - http://www.oracle.com/webapps/dialogue/ns/dlgwelcome.jsp?p_ext=Y&p_dlg_id=12135162&src=7604534&Act=23

 

Recursos de suporte

 

Abraços,

About the Author

Profile photo of Rodrigo Almeida

Rodrigo AlmeidaProfissional de banco de dados (DBA) Oracle desde 1.998, eleito ORACLE ACE em 2009 pela Oracle Corporation, cursou Engenharia da Computação pela UNISANTA, graduado em Analise de banco de dados e pós-graduando em Business Intelligence pela Faculdade IBTA, especialista em Micro-eletrônica pelo INSA em Toulouse/França. Possui certificações como OCP 9i/10g/11g, OCE SQL Expert, OCS 11g Implementations, Exadata, Linux Administrador, Data Warehouse Specialist, RAC Specialist e OPN Specialist. É vice-presidente do grupo de usuários Oracle do Brasil (GUOB) e presidente do GUOB Exadata SIG, colunista Oracle do portal iMasters e colaborador técnico para os principais portais e revistas nacionais e internacionais sobre tecnologia Oracle. É participante do Beta Program da Oracle Coporation para soluções de banco de dados (versão Oracle Database 12c) e instrutor oficial da Oracle University Brasil para os treinamentos de banco de dados, exadata e Super Cluster. Com experiência em mais de 15 projetos com as soluções de Oracle Exadata, Exalogic e Super Cluster desde 2010. View all posts by Rodrigo Almeida

BLOG RODRIGO ALMEIDA © COPYRIGHT 2014 - Todos os direitos reservados.
BLOG RODRIGO ALMEIDA


www.rodrigoalmeida.net

contato@rodrigoalmeida.net

x
Loading...