GLOSSÁRIO

[captions size=”18″ margin_top=”5″ margin_bottom=”5″ tag=”h1″ weight=”600″ align=”left” color=”rgba(51, 102, 204, 1)”]Sopa de letrinhas mitigada …[/captions]

Todo mundo as vezes se perde em textos ou conversas sobre tecnologia Oracle devido a quantidade de termos e siglas presentes no nosso dia-a-dia, principalmente quando conversamos sobre banco de dados, aplicação, middleware e máquinas ao mesmo tempo. Deste modo, espero que esse glossário possa te ajudar a entender um pouco essa sopa de letrinhas do nosso mundo.

[divider4]

Please select from the menu above

  • Access Driver

    Na infra-estrutura de uma tabela externa, é uma API que interpreta os dados externos para o banco de dados. O driver de acesso é executado dentro do banco de dados, que usa o driver para ler os dados na tabela externa.

  • Access Path

    Os meios pelos quais os dados são recuperados a partir de um banco de dados. Por exemplo, uma consulta usando um índice e uma consulta usando uma varredura completa da tabela pode usar diferentes caminhos de acesso.

  • Active Transaction

    Uma transação que começou, mas ainda não confirmada ou revertida.

  • ADDM

    Automatic Database Diagnostic Monitor é um recurso de infra-estrutura de banco de dados Oracle que permite que um banco de dados possa diagnosticar o seu próprio desempenho e determinar quais problemas são identificados e como poderiam ser resolvidos.

  • ADR

    Automatic Diagnostic Repository em português Repositório de Diagnóstico Automático. É uma estrutura de armazenamento dados hierárquico baseado em arquivos para o gerenciamento de informações de diagnóstico e rastreamento, incluindo o rastreamento de rede, usuário e alerta do banco de dados.

  • Alert Log

    Um arquivo que fornece um registro cronológico de mensagens de banco de dados e erros. O log de alerta é armazenado em formato XML no ADR a partir da versão do Oracle Database 11g.

  • Antijoin

    A união de dados das tabelas que retorna linhas do lado esquerdo do predicado para o qual não existem linhas correspondentes no lado direito do predicado.

  • Appliance

    É um dispositivo, instrumento ou plataforma desenvolvida para executar uma específica função na área de TI, seja uma combinação de Hardware e Software para execução de atividades de banco de dados, aplicação, rede, segurança ou desempenho.

  • Application Architecture

    O ambiente de computação em que um aplicativo de banco de dados se conecta a um banco de dados Oracle. As três arquiteturas de banco de dados mais comuns são de cliente/servidor, web e de múltiplas camadas.

  • Application Domain Index

    Um índice personalizado específico para uma aplicação.

  • Archived Redo Log File

    Um membro do grupo de redo log on-line que foi arquivado pela Oracle Database pelo processo de plano de fundo LGWR. Os arquivos de log redo arquivados podem ser aplicados a um backup de banco de dados em recuperação de mídia.

  • Archivelog Mode

    Um modo de banco de dados que permite o arquivamento do log redo online.

  • Ascending Index

    Um índice em que os dados são armazenados em ordem crescente. Por padrão, os dados de caracter é ordenado pelos valores binários contidos em cada byte do caracter, os dados numéricos do menor ao maior número e os dados de data do mais antigo ao mais recente valor.

  • AWR

    Automatic Workload Repository ou em português Repositório Automático de Carga de Trabalho. É um repositório embutido em cada banco de dados Oracle que faz periodicamente uma coleta instantânea das estatísticas vitais e informações de uma carga de trabalho e os armazena no repositório, a coleta padrão é de 15 em 15 minutos.

  • B-Tree Index

    Um índice organizado como uma árvore de cabeça para baixo. Um índice B-tree tem dois tipos de blocos: blocos de filiais (Tree) para pesquisar e folha (Leaf) blocos que armazenam valores. Os blocos de folhas contêm todos os valores dos dados indexados e uma identificação (Rowid) correspondente usado para localizar a linha atual. O “B” significa “Balanceado”, porque todos os blocos de folhas automaticamente ficam na mesma profundidade.

  • Background Process

    Um processo que consolida as funções que poderiam ser manipulados por vários programas Oracle em execução para cada processo do cliente. Os processos em segundo plano de forma assíncrona podem executar I/O e acompanhar e auxiliar outros processos Oracle.

  • Bind Variable

    Bind Variable ou em português Variável de Ligação é um espaço reservado em uma instrução SQL que deve ser substituído por um valor válido ou endereço em uma instrução para executar com êxito. Usando variáveis de ligação, você pode escrever uma instrução SQL que aceita entradas ou parâmetros em tempo de execução aumentando o desempenho do banco de dados.

  • Bitmap Index

    Um índice de banco de dados no qual o banco de dados faz um mapeamento binário para cada chave de índice, em vez de uma lista de rowids.

  • Block Corruption

    Um bloco de dados que não está em um formato reconhecido pelo banco de dados Oracle ou cujo conteúdo não são internamente consistentes.

  • Block Header

    Uma parte do bloco de dados que inclui informações sobre o tipo de bloco, o endereço do bloco e por vezes informações sobre a transação.

  • Block Overhead

    Espaço em um bloco de dados que armazena metadados necessários para a gestão do bloco. A sobrecarga inclui o cabeçalho do bloco, o diretório da tabela e linha.

  • Buffer

    Um endereço de memória principal na área de buffer cache do banco de dados. O buffer cache atualmente e recentemente utiliza os blocos de dados lidos do disco. Quando é necessário um novo bloco, o banco de dados pode substituir um bloco de dados antigo por um novo.

  • Cellnode

    É a nomenclatura utilizada entre os DMA’s para especificar o servidor físico dentro do rack de Oracle Exadata que possui os 12 discos de armazenamento para um banco de dados Oracle físico que são gerenciados pelo ASM, ou seja, o CELLNODE é o servidor físico responsável pelo gerenciamento e manutenção dos discos do ASM e controle do software do Oracle Exadata Storage Server.

  • Database Machine

    É uma solução de hardware e software chamada Oracle Exadata, para atender os ambientes de banco de dados Oracle.

  • DBA
    Um administrador de banco de dados (DBA – Database Administrator) é a profissional responsável pela arquitetura, implementação, manutenção e reparos à um fornecedor de banco de dados, ele também é conhecido pelo título de Coordenador de banco de dados ou analista de banco de dados.
    Entre os atuais fornecedores de banco de dados, podemos citar empresas como Oracle para Oracle Database, Microsoft para SQL Server, IBM para DB2 e Informix, Sybase e Teradata. Pode trabalhar em conjunto com outros profissionais da área de banco de dados, como Administrador de Dados (AD ou Database Modeler), analista programador ou gerente de sistemas.
  • Dbnode

    É a nomenclatura utilizada entre os DMA’s para especificar o servidor físico dentro do rack de Oracle Exadata que possui os binários de instalação do software de banco de dados Oracle, ou seja, o servidor físico que é responsável pela instância de um banco de dados Oracle .

  • ETL

    Extração, Transformação e Carregamento ou em inglês Extract, Transformation and Loading (ETL). É o processo de extração de dados de sistemas de origem para um sistema de armazém de dados (Data Warehouse).

  • Extensão

    São vários blocos de dados contíguos atribuídos para armazenar um tipo específico de informação. Um segmento de dados ou índice é constituído por uma ou mais extensões no seu objeto de banco de dados.

  • Infiniband

    É um tipo de link de comunicação para o fluxo de dados entre processador e dispositivos de Entrada/Saída (I/O) que pode oferecer uma taxa de transferência acima dos 120 Gigabytes por segundo (Gbps) dependendo da sua categoria e suporta o endereçamento de 64,000 dispositivos no mesmo fluxo de dados.

    Por este motivo, redes Infiniband é escalável e suporta Qualidade de Serviço (QoS – Quality of Service) e Canais de Recuperação (Failover) para computação de alto desempenho (HPC – High Performance Computing).

  • OCA

    A certificação Oracle Certified Associate (OCA) é uma credencial que normalmente é o primeiro passo para alcançar a certificação Oracle Certified Professional. A credencial OCA garante que o indivíduo está adepto com habilidades fundamentais da tecnologia escolhida, proporcionando uma base sólida para apoiar os produtos da Oracle. Uma credencial OCA está disponível para várias carreiras de TI de hoje.

  • OCM

    A certificação Oracle Certified Master (OCM) é uma credencial que reconhece o nível avançado de conhecimento e capacidade comprovada. Esses profissionais são qualificados por responder às perguntas mais difíceis, passar por provas práticas e resolver os problemas mais complexos.

  • OCP

    A certificação Oracle Certified Professional (OCP) é uma credencial de referência sobre as habilidades profissional e conhecimentos técnicos necessários para gerir, desenvolver ou implementar um bancos de dados, middleware ou aplicação em toda à empresa. Cada vez mais, os gerentes de TI usam a credencial OCP para avaliar as qualificações dos funcionários e candidatos a emprego.

  • Plano de Execução

    É a combinação de passos utilizados pelo motor SQL, PL/SQL ou XML do banco de dados para executar uma instrução SQL. Para cada passo do plano de execução, ele recupera linhas de dados fisicamente do banco de dados e os prepara para o utilizador (SQL, PL/SQL ou XML) que emite a declaração da instrução. Você pode substituir os planos de execução usando sugestões, chamados de Hints.

  • Tabela externa

    É um tipo de tabela para manipulação de dados cujo o metadados são armazenados no base de dados, mas seus dados são armazenados em arquivos fora do base de dados. O banco de dados usa os metadados para visualizar as tabelas externas para disponibilizar seus dados como se fossem tabelas relacionais.

    Muito utilizado para os processos de ETL.

  • Work area

    É uma área privada da estrutura de memória do PGA (Program Global Area) utilizado para operações intensivas de memória.